Pratique tiro com chumbinho, é legal!

REGULAMENTO GERAL
1. Objetivos

a. Difundir o tiro com ar comprimido em todo o território nacional;

b. Desenvolver o tiro esportivo e o espírito competitivo para o público em geral;

c. Desenvolver o poder de concentração e a auto disciplina;

d. Buscar uma maior participação e interação entre famílias e amigos (tiro social) pelo esporte do tiro; e

e. Promover competições a baixo custo.

2. Data, hora e locais de competição

Clicando no seu Estado no mapa do Brasil na capa do site vai ser aberta a página do Estado, clique no nome do clube para abrir a sua página. Clicando no icone impressora correspondente ao evento que você deseja vai abrir o cartaz da competição onde estão os dados sobre a mesma.

3. Desenvolvimento

a. Concepção da competição

1) Pelo site do Tiro Virtual (www.tirovirtual.com.br) serão feitos os cadastros dos atiradores, as inscrições nas provas e os lançamentos dos resultados.

2) Os resultados deverão ser digitados, pelo organizador local, no site do Tiro Virtual até as 22:00 horas do dia posterior a competição. Isto proporcionará a geração de classificações dos atiradores a nível local, estadual e nacional.

3) Nos locais de competição com acesso a internet sugeri-se disponibilizar telões ou televisor para projeção dos resultados diretamente do site.

4) O público em geral poderá acompanhar a disputa pelo site do Tiro Virtual.

b. Provas do Tiro Virtual

Carabina 10 metros Cal 4,5 mm – Alvo LCL do Tiro Virtual

Carabina 10 metros Cal 5,5 mm – Alvo LCL do Tiro Virtual

Carabina 10 metros light – Alvo LCL do Tiro Virtual

Carabina 25 metros – Alvo LCL com 3 Centro

Carabina 25 metros mola apoiada - com Luneta – Alvo LCL do Tiro Virtual

Carabina 25 metros mola apoiada - mira aberta – Alvo LCL do Tiro Virtual

USBR – Mola – Alvo LCL USBR Verde

USBR – PCP – Alvo LCL USBR Verde

Silhueta metálica 1/10

Silhueta metálica 1/5

Pirulito metálico                    

Desafio do giz

Pistola 10 metros – Alvo LCL do Tiro Virtual

c. Classificação Individual por Categorias ou Classes

1) Categoria mista

USBR – Mola e PCP

Desafio do Giz

Pistola de Ar 10 metros

Pirulito Metálico

Silhueta Metálica 1/10 e 1/5

Carabina 25 Metros

Carabina 25 metros Apoiada com Luneta

Carabina 25 metros Apoiada mira Aberta

Carabina 10 metros light (Categoria Mulher e Homem - Por Classes)

2) Somente as prova Carabina 10 metros Cal 4,5mm e Carabina 10 metros Cal 5,5mm serão disputadas por categorias de acordo com a idade. A categoria sênior será divida em classes conforme a pontuação de cada competidor.

Categoria:

Juvenil masculino e feminino – até 15 anos

Júnior masculino e Feminino – de 16 a 20 anos

Sênior – de 21 a 55 anos:

Classe A – de 290 a 300 pontos

Classe B – de 275 a 289 pontos

Classe C – de 260 a 274 pontos

Classe D – De 00 a 259 pontos

Dama – a partir de 21 anos

Master masculino – de 56 a 64 anos

Veterano masculino– a partir de 65 anos

Para-atleta – categoria única para homens e mulheres de qualquer idade.

3) As mudanças de categoria, conforme se atinjam as idades limites, serão de forma automática. Atiradores das categorias master que desejarem competir na categoria sênior e veteranos que desejam competir nas categorias master ou sênior deverão solicitar a mudança ao coordenador nacional.

4) A mudança de categoria acontecerá em 1º de janeiro do ano em que o atirador atingir a idade limite da categoria. Exemplo: atirador nascido em 23 de dezembro do ano 2.010 mudará da categoria juvenil para a categoria junior em 1º de janeiro do ano de 2.026, ou seja, o sistema tomará por base o ano (e não o dia e o mês do nascimento) em que o atirador completar a idade correspondente à categoria; isto visa a evitar que um atirador mude de categoria durante o ano.

5) O atirador que solicitar mudar de categoria, durante o ano, terá seus resultados transferidos para a nova Categoria nos campeonatos local, estadual, regional e nacional.

d. Classes

1) Carabina 10 metros light:

Classe A – de 190 a 200 pontos

Classe B – de 175 a 189 pontos

Classe C – de 160 a 174 pontos

Classe D – De 00 a 159 pontos

2) Silhueta metálica 1/10 e 1/5:

Classe A – de 15 a 20 pontos

Classe B – de 10 a 14 pontos

Classe B – de 00 a 09 pontos

3) Pirulito metálica:

Classe A – de 51 pontos para cima

Classe B – de 20 a 50 pontos

Classe C – de 00 a 19 pontos

4) Pistola de Ar 10m:

Classe A – de 201 a 300 pontos

Classe B – de 00 a 200 pontos

5) Carabina de Ar 25m:

Classe A – de 190 a 200 pontos

Classe B – de 00 a 189 pontos

6) Carabina 25 metros Mola Apoiada - Luneta:

Classe A – de 195 a 200 pontos

Classe B - de 180 a 194 pontos

Classe C – de 00 a 189 pontos

7) Carabina 25 metros Mola Apoiada - Mira Aberta:

Classe A – de 190 a 200 pontos

Classe B - de 175 a 189 pontos

Classe C – de 00 a 174 pontos

8) Desafio do Giz:

Classe A – de 11 a 20 pontos

Classe B – de 00 a 10 pontos

9) USBR – Mola:

Classe A – de 235 a 250 pontos

Classe B – de 215 a 234 pontos

Classe C – de 00 a 214 pontos

10) USBR – PCP:

Classe A – de 215 a 250 pontos

Classe B – de 00 a 214 pontos 

11) As mudanças de classe serão automáticas antes da primeira competição do ano, tomando por base a média dos resultados das 4 melhores provas realizadas durante o ano anterior. Atiradores que não realizaram 4 provas no ano anterior ficará na mesma classe.

12) Atiradores que não participaram de provas no ano anterior ou que participam pela primeira vez das competições do Tiro Virtual têm sua classe definida com o melhor resultado na primeira prova que participar.

13) Será permitido, uma única vez no ano, ao atleta mudar de uma classe de pontuação mais baixa para um classe de maior pontuação; para isso, deverá solicitar à coordenação nacional.

14) Não será permitido ao atleta de uma Classe de pontuação mais elevada optar por sua participação em um Classe de menor pontuação.

e. Classificação por Equipe

1) O organizador local deverá cadastras equipes formadas por atiradores pertencentes ao seu local. Isto deverá ser feito através da intranet do site no menu de Grupos. Não existe quantidade máxima de atiradores para cada equipe. Cada local poderá cadastrar quantas equipes seja possível. Cada atirador só poderá participar de uma equipe.

2) A formação da equipe independe de sexo, categoria ou classe. Uma equipe pode ser formada por dama, junior masculino, senio da classe C, para-atleta, etc.

3) Para serem computados os pontos da equipe será exigido que a mesma tenha um mínimo de três integrantes que pontuaram, no mínimo, em uma mesma prova no mês. Equipes que tiveram somente 1 ou 2 participantes pontuando dentro do mês, em uma mesma prova, não marcarão pontos naquela prova. As equipes serão classificadas pela soma dos três maiores resultados dos seus integrantes dentro de cada prova a nível nacional, regional e estadual.

4) O atirador poderá participar de provas em qualquer local de qualquer estado tendo seus pontos válidos para a equipe do seu local.

5) O atirador só poderá mudar de equipe ao término do ano. Atiradores que desejarem não mais atirar por uma determinada equipe terá os seus resultados validos para aquela equipe até a sua decisão de sair. A partir daí não participará de nenhuma outra equipe, até o final do ano quando, se desejar, informar a nova equipe para o ano seguinte ou até mesmo voltar a atirar pela equipe anterior naquele ano.

6) A pontuação na classificação por equipes, por prova, tomara por base a tabela:

1º Lugar          - 10 Pontos

2º Lugar          - 8 Pontos

3º Lugar          - 6 Pontos

4º Lugar          - 5 Pontos

5º Lugar          - 4 Pontos

6º Lugar          - 3 Pontos

7º Lugar          - 2 Pontos

8º Lugar          - 1 Pontos

f. Cadastro

Para participar da competição, o atirador deverá se cadastrar no site do Tiro Virtual. Este cadastro é inteiramente gratuito. Após o cadastro o atirador poderá fazer sua inscrição.

g. Inscrição e reinscrição

O atirador poderá, dentro do tempo estabelecido para a competição, repetir a prova quantas vezes desejar, devendo para isso pagar uma inscrição e tantas reinscrições quantas forem as suas novas participações.

h. Valor das inscrições, reinscrições e rateio

1) O valor SUGERIDO para a inscrição é de R$ 20,00 por prova. Por cada reinscrição, na mesma prova e na mesma etapa ou no mesmo evento extra, o valor será de R$ 15,00.

2) O valor de cada inscrição será rateado entre o organizador local e a coordenação nacional desse modo:

O organizador local fará jus a R$ 18,00 e repassará o valor de R$ 2,00, para o coordenador nacional por prova realizada pelo atirador, independente do número de reinscrição;

3) O valor pago na reinscrição será integralmente do organizador local não cabendo nenhum repasse para o coordenador nacional. Embora sem haver repasse de valor, todos os resultados de provas de todas as reinscrições deverão ser lançados no sistema.

Exemplo: O atirador “A” participou da prova de Pirulito metálico com uma inscrição e 4 reinscrições. O local receberá deste atirador a importância de R$ 20,00 correspondente a inscrição e R$ 60,00 referente as 4 reinscrições. Deste total de R$ 80,00 o local repassará para o coordenador nacional do Tiro Virtual apenas R$ 2,00, ficando com R$ 78,00.

4) O organizador local terá o prazo até a primeira sexta-feira, após a competição, para fazer o pagamento do valor pertencente ao organizador nacional do Tiro Virtual.

i. Requisitos mínimos para a organização de uma competição

1) Local seguro para realização das provas, numa área mínima de 5 metros de largura por 12 metros de profundidade. Por ser ar comprimido não é necessário alvarás ou licença de funcionamento da polícia ou Exército.

2) Disponibilizar árbitros e auxiliares para as provas.

3) Um operador de computador para digitações, no site do Tiro Virtual, os novos cadastros dos atiradores, as inscrições de prova e lançamentos dos resultados.

4) Nos locais de competição com acesso a internet sugeri-se disponibilizar telão ou televisor para projeção dos resultados diretamente do site.

J. Premiação

1) Nível local

A premiação (medalhas ou troféus) no mínimo para os três primeiros classificados, dentro de cada categoria e classe, será de responsabilidade do organizador local.

2) Nível estadual, regional e nacional

Não haverá premiação nos níveis estadual e nacional.

3) Certificado de participação

Os atiradores poderão imprimir, através do site, certificados de participação com sua pontuação e classificações nos níveis local, estadual, regional e nacional em todas as provas sendo destacada a categoria e a classe.

4) Sorteio de brindes

a) É atribuição da coordenação nacional do Tiro Virtual a busca de brindes para serem sorteados a nível nacional onde concorrerão todos os participantes de todas as provas.

b) Cada organizador local deverá buscar brindes a serem distribuídos entre os participantes do seu local.

c) Os brindes nacionais serão automaticamente sorteados pelo sistema as 24 horas (horário de Brasília) do último dia de cada mês. Todos os participantes de todas as provas das etapas normais ou extras, de cada mês, concorrerão aos sorteios.

d) Os brindes locais serão sorteados pelos seus organizadores nos dias de suas competições.

e) Ganhadores de brindes devem está com todos os seus dados cadastrais preenchido e atualizado no dia do sorteio. Para atualizar seus dados cadastrais entre no site digite seu login e senha. Aqueles ganhadores que não estiverem com os dados atualizados poderão perder o direito de receber seus brindes.

k. Protestos e apelações

Cada local de competição deverá formar, antes do início da competição, uma comissão composta por atiradores e pessoal da organização para julgamento de protestos e apelações. Esta comissão dará o parecer final de cada caso apresentado.

 l. Lançamento dos resultados

Os resultados obtidos nas provas deverão ser lançados, preferencialmente, imediatamente após cada participação de cada atirador. Isto dará uma maior realidade e interação entre os competidores a níveis nacional, estadual e local com o público em geral.

m. Programação

Mensalmente, conforme o calendário publicado no site, haverá uma etapa do Tiro Virtual. Cada local poderá realizar um evento extra durante cada mês, independente de ter participado ou não da etapa programada.

n. Campeonatos individual

O site do Tiro Virtual publicará os resultados dos campeonatos a níveis local, estadual e nacional, tomando por base a soma dos até 4 maiores resultados entre todos os resultados, de cada atirador, dentro das categorias e classes durante o ano civil com início em janeiro e término em dezembro denominados:

1) Campeonato local

2) Campeonato estadual

3) Campeonato regional

4) Campeonato brasileiro

A classificação dos atiradores será na ordem decrescente da soma dos 4 maiores  resultados. Os atiradores que tiverem somas iguais ficarão com a mesma classificação.

o. Competições extras

1) A pedido de cada organizador local poderá ser realizada uma competição extra mensal fora da data normal da etapa prevista no calendário do Tiro Virtual.

2) Os resultados da competição extra serão válidos para todos os campeonatos.

p. Conduta durante as provas

a) Serão exigidas todas as normas referentes à segurança em competição de tiro.

b) É proibido fumar na linha de tiro.

c) O atirador ao se dirigir ao árbitro deverá fazer de forma educada de forma a não prejudicar os atiradores concorrentes.

d) O atirador deverá se movimentar o mínimo possível em seu posto de tiro visando não prejudicar os atiradores concorrentes.

e) Serão permitidas saídas e entradas no posto de tiro durante a competição, porém o atirador deverá fazer de forma a não prejudicar os atiradores concorrentes. Para sair do posto, o atirador deverá avisar ao árbitro.

f) A arma quando colocada sobre a bancada ou mesa e sem o contato com pelo menos uma das mãos deverá está aberta, desmuniciada e apontada na direção dos alvos.

g) Não é permitido nenhum tipo de auxílio ao atirador no posto de tiro. Caso este necessite de assistência, deverá solicitar ao árbitro autorização para dirigir-se a alguém fora do posto de tiro. No caso em que o afastamento da linha de tiro deva ocorrer com a arma, o atirador deverá fazê-lo com a mesma desmuniciada.

h) Em casos de afastamento do posto de tiro por ação voluntária do atirador ou atendendo à chamada de alguém, não haverá acréscimo de tempo.

i) Não existe idade mínima para competir. Menores de 18 anos poderão competir somente se acompanhado e autorizado por um responsável de maior idade. A critério do organizador local, poderá ser pedido ao responsável pelo menor uma declaração, por escrito, que autorize o menor a participar.

j) O árbitro poderá autorizar um acompanhante para ajudar a armar e carregar a arma em casos de para-atleta, juvenil e atiradores do sexo feminino que tenham dificuldade (força) para fazer estas operações.

k) Todos os expedientes ou equipamentos que possam vir a facilitar o atirador durante a prova, e que não foram mencionados em nossos regulamentos, ou ainda, contrariem o espírito destas regras, são proibidos, a critério do árbitro.

l) A qualquer momento da prova o árbitro poderá examinar o equipamento do atirador e impugnar os resultados, caso o julgue em desacordo com as normas estabelecidas.

m) Atiradores iniciantes (novatos) deverão, em sua 1ª participação, ter um instrutor ou atirador experiente, durante toda sua prova, ao seu lado na linha de tiro.

Quadro-Resumo
Rifle CBTE - Confederação Brasileira de Tiro Esportivo CBTE, FCTE e CTGH AirSoft Brasil Revista Magnun WIR CBC - Companhia Brasileira de Cartuchos Movimento Viva Brasil Clube de Tiro Gun House LCL Alvos - Alvos Esportivos Combat - Acessórios de Tiro Esportivo Gun House - Loja Virtual FCTE - Federação Cearense de Tiro Esportivo

Armas de Pressão não são armas de fogo!... conheça a legislação